Notícias

Mulheres já são maioria dos jornalistas, mas homens ainda predominam nas chefias, diz pesquisa da Fenaj



Fenaj

Fenaj



Em coletiva marcada para as 14h30 desta 5ª.feira (4/4) no Hotel Aracoara, em Brasília, a Fenaj apresenta o relatório final da pesquisa Perfil profissional do jornalista brasileiro, que aponta, entre outros dados, significativa expansão da presença feminina no fazer jornalístico: hoje há mais mulheres (64%) do que homens atuando no mercado de trabalho, mas estes seguem predominantes nos cargos de chefia.

Os resultados se baseiam em respostas a um questionário online por 2.731 jornalistas, de todas as unidades da Federação e também do exterior. O trabalho, considerado o maior levantamento já realizado sobre o tema no País, é um projeto do Núcleo de Estudos sobre Transformações no Mundo do Trabalho da Universidade Federal de Santa Catarina, em parceria com a Fenaj, e apoio do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo e da Associação Brasileira de Pesquisadores do Jornalismo.

Foi a primeira vez que se realizou uma pesquisa com jornalistas baseada num estudo prévio das dimensões da categoria – aproximadamente 145 mil profissionais – e com amostragem de todas as regiões do País.

Segundo o documento, quase a íntegra dos jornalistas que atuam no Brasil têm formação superior (98%); desses, 91,7% têm graduação em Jornalismo; dos graduados, 61,2% são formados no ensino privado e 40,4% têm curso de pós-graduação; foram identificados 317 cursos de Jornalismo no País.

De acordo com o levantamento, 59,9% dos jornalistas recebem até cinco salários mínimos; o índice de desemprego observado na categoria coincide com a taxa no País, que fechou 2012 com 5,5%; 55% atuam em mídia (veículos de comunicação, produtoras de conteúdo etc.), 40% em atividades de assessoria de imprensa/comunicação ou outras ações que utilizam conhecimento jornalístico, e 5% trabalham predominantemente como professores. A cada quatro jornalistas, um está filiado a sindicato.

O relatório será publicado no livro Perfil do jornalista brasileiro – Características demográficas políticas e do trabalho jornalístico em 2012, em impressão pela Insular (Florianópolis).

Fonte: Jornalistas & Cia



Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Estado da Bahia
End.: Rua Gregório de Matos (antiga Maciel de Baixo), Nº 25 - Bahia. CEP: 40.026.240
Tel.: 71 3321-1914 | Email: sinjorba@sinjorba.org.br
© Copyright 2005-2012. Todos os Direitos Reservados