Paralisação de jornalistas faz grupo A Tarde reduzir atraso salarial

Após dois dias de paralisação com forte adesão, nos jornais impressos Massa! e A TARDE, além do portal, a direção do Grupo A Tarde quitou a folha referente ao mês de novembro de 2020 e parte dos funcionários também já recebeu o salário de dezembro do mesmo ano. Após várias tentativas de negociação sem retorno e quase quatro meses de atraso no pagamento, a categoria optou pela união em mobilização paredista que resultou em avanços.

Durante o período, o Massa! não foi publicado, o portal não contou com atualizações rotineiras e A TARDE teve redução de páginas por falta de conteúdo local e foi fechado por alguns membros da equipe que não participaram do movimento. O retorno ao trabalho ocorreu nesta sexta (26), com o cumprimento integral das obrigações profissionais, com o mesmo empenho, pontualidade e responsabilidade que sempre foram qualidades dos funcionários.

Ainda com salários em atraso, os profissionais permanecem mobilizados e, em assembleia na tarde quinta (25), decidiram estabelecer que o salário de janeiro/2021 seja pago até o dia 15/03/2021 e o salário de fevereiro/2021 até o dia 30/03/2021. A empresa não apresentou cronograma de pagamento para estas verbas.

Já os pagamentos regulares de férias, do 13º salário, tíquetes e de depósitos de FGTS o Sinjorba vai propor um plano de regularização, caso vingue a promessa da empresa de retomada das negociações, conforme ficou estabelecido em reunião entre as partes no último dia 24.

Uma nova assembleia de trabalhadores será realizada no dia 16/03/2021, para avaliar o andamento de negociações e as medidas tomadas pela empresa. Antes disso, uma assembleia emergencial pode acontecer no dia 09/03/2021, a depender da conclusão dos pagamentos da folha de dezembro ou de possível retaliação contra os profissionais que participaram do movimento paredista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *