Sinjorba repudia ação truculenta da PM contra jornalistas no episódio da Barra

NOTA OFICIAL

O Sindicato dos Jornalistas do Estado da Bahia vem a público condenar veementemente o comportamento dos policiais militares envolvidos no lamentável episódio de imobilização e prisão de um soldado da PM, que abriu fogo com um fuzil para atingir companheiros de farda, hoje (28.03) à tarde/noite, no Farol da Barra, em Salvador. Assim como a equipe de policiais do BOPE fazia o seu trabalho, o mesmo faziam os Jornalistas na área de operação, registrando a reação policial, porque essa é a tarefa do bom Jornalismo: informar à população, noticiar, reportar os fatos. Portanto, não havia qualquer necessidade de integrantes da PM agirem de forma agressiva e ameaçadora contra repórteres, cinegrafistas e fotógrafos, que estavam na cena do atentado trabalhando, por pura obrigação profissional. Até mesmo para a PM é importante que os fatos sejam apurados e reportados com veracidade, apenas nos termos da verdade, garantindo à corporação o direito de exercer bem o seu papel de proteção da lei e dos cidadãos. Esperamos que o Coronel Coutinho, novo comandante da Polícia Militar, tome providências enérgicas contra a violência e a intimidação a que foram submetidos os Jornalistas. Nós, Jornalistas, não somos os inimigos da Polícia Militar, mas trabalhadores exercendo o papel constitucional e profissional de informar a sociedade, que tem o direito inalienável à informação.

Salvador, 28 de Março de 2021.

SINJORBA – Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia

(Imagem extraída de vídeo feito por celular, no local)

The gallery was not found!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *