Carta aberta ao Sr. Governador Rui Costa

Na inauguração da maternidade estadual, nesta segunda-feira (31.05), em Coutos, o Senhor disse “não ser a favor de vacinação por categorias”, perguntando se bancários estão em maior ou menor risco de exposição à Covid que Jornalistas.

A resposta, prezado governador, estava diante de V. Excia: quase meia centena de jornalistas aglomerados para informar justamente a inauguração da sua maternidade. Os bancários não estavam lá aglomerados, assim como os professores, já vacinados, nem policiais, nem outras categorias de trabalhadores que já estão imunizados para continuarem trabalhando nos serviços essenciais.

O Senhor está vacinado, mas os repórteres, fotógrafos e cinegrafistas, não. Estão expostos, diariamente, cobrindo não só as suas inaugurações, mas a dor e o luto desse genocídio diário em portas de hospitais, nas aglomerações, nas situações cotidianas das ruas.

E voltam para redações e estúdios, fechados e insalubres, levando o risco de contaminação para os seus colegas de retaguarda. E, depois, levam esse risco para suas casas e seus familiares.

Isso tem custado caro: uma morte por dia de jornalistas no Brasil. Na Bahia, talvez o Senhor não saiba, 26 profissionais de imprensa vieram a óbito, cinco nos últimos 10 dias.

Desde o último 18 de maio, a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) aprovou a inclusão de jornalistas com idade superior a 40 anos na vacinação contra a Covid-19.

Queremos saber, Exmo. Governador, se a CIB tem autonomia para definir a política de vacinação no Estado? Se não tem autonomia, por que foi criada?

Os Jornalistas estão entre as categorias definidas como prioritárias na pandemia, mas não estão entre os grupos prioritários de vacinação. A CIB corrigiu um ato doloso cometido pelo Governo Federal, que não gosta do bom Jornalismo nem tolera a democracia.

Uma das mais importantes ferramentas para se combater a pandemia do coronavírus não é a hidroxicloroquina, mas a boa informação.

Jornalistas são essenciais na linha de frente da informação. Portanto, devem ser prioritários na vacinação.

Salvador, 1º de Junho de 2021 (Dia da Imprensa)

Sinjorba – Sindicato dos Jornalistas do Estado da Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *