Nota de apoio à jornalista Dandara Barreto

No momento em que se comemora o Dia da Imprensa, o Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) manifesta apoio à jornalista Dandara Barreto que, no dia 20 de maio, publicou uma matéria em sites e redes sociais, denunciando o crime de pedofilia e o silêncio imposto às vítimas desse crime, como uma segunda violência.
Resultado de um cuidadoso processo de apuração, a reportagem encontrou o gancho ideal, uma vez que, 18 de maio é Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil e, como Dandara registra em seu texto, “Feira de Santana registrou, no ano passado, 102 casos de abusos sexuais contra crianças. De janeiro até abril deste ano, foram 25 casos, de acordo com dados dos conselhos tutelares do município”.


O trabalho da colega, no entanto, foi alvo de ataques por parte do Frei Jorge Rocha, que tentou atingir a reputação de jornalistas no exercício profissional e no dever ético de informar e alertar a sociedade. Surpreendentemente, as verdades expostas parecem que desagradaram os pruridos do religioso, que se colocou como juiz de uma questão, à princípio, alheia ao papel de um homem de fé. O frei abusou da erudição para defender a sucursal de um portal “Global” com o qual prefere não se indispor, num texto revelador do desconhecimento sobre o papel da imprensa.


Na data, o Sinjorba também comunica o falecimento do radialista feirense Rogério Magalhães, mais um profissional de comunicação vítima da Covid-19 e do silêncio conveniente de autoridades públicas sobre a necessidade de imunizar os trabalhadores da área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *