GT de A TARDE e Massa! realiza primeira reunião

Aconteceu na última quinta (17) a primeira reunião do Grupo de Trabalho (GT) de A TARDE e Massa!, que reúne representantes da empresa e dos trabalhadores (Sindicato e comissão da redação). Na oportunidade foram tratados o prazo de funcionamento inicial do Grupo de Trabalho, dinâmica dos debates a serem travados no fórum, calendário de reuniões, salário de abril e situação dos veículos que saem com os repórteres.

O Sindicato apresentou os pontos que os trabalhadores querem debater com a empresa nesse Grupo: Cronograma de regularização dos salários, não ocorrência de demissões enquanto durar o GT, definição de critérios para dispensa voluntária (tendo como premissa básica o pagamento integral das verbas rescisórias), condições de trabalho e custos do home office, recolhimento de direitos sociais (INSS, FGTS, PIS etc) e entendimento acerca da Ação Civil Pública referente às pendências (13º, tíquetes, direitos sociais etc). O jornal ficou de trazer as suas questões e acertar a pauta das reuniões na semana anterior a sua realização.

Sobre o salário de abril, a empresa informou uma previsão de pagamento na primeira semana de julho. O Sinjorba e comissão reclamaram da data e pediram à empresa que iniciasse o pagamento ainda em junho, de forma a iniciar um processo contínuo de redução dos atrasos. O jornal ficou de conversar internamente e voltar a falar com o Sindicato no início dessa semana, para apresentar uma nova data.

Ficou definido que o GT terá funcionamento inicial até o final de mês de agosto e foram acertadas as datas dos encontros: 01, 15 e 29 de julho e 13 e 27 de agosto.

Os trabalhadores colocaram no encontro a necessidade de a empresa tomar providências urgentes acerca dos veículos que servem as reportagens, haja vista estarem em péssimas condições de conservação e funcionamento. Isso vem causando graves riscos à segurança dos jornalistas e motoristas que trabalham nas ruas. Além de informar que tomaria medidas, a direção da empresa pediu que todos os problemas com os automóveis fossem relatados à gestora Mariana Carneiro.

Na reunião foi tratada ainda sobre a situação da Ação Civil Pública referente às pendências (13º, tíquetes, direitos sociais etc) cuja fase de cálculos está demorando. Foi lembrada a necessidade de acelerar o processo, para que ocorra um acordo e habilitação do processo ao Acordo Global (AG), cuja assembleia de renovação acontece em 5 de julho. A Ação beneficia funcionários da ativa e ex-empregados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *