Sinjorba é homenageado pela ABI pela luta em defesa da vacinação da categoria

Arte: Ascom ABI

A luta do Sinjorba pela vacinação de jornalistas e demais profissionais de imprensa, além de ajudar a salvar vidas contribuiu para a diminuição da taxa de contaminação da Covid-19 na Bahia. Devido a esse protagonismo, na quarta (14), o sindicato foi homenageado com uma moção de aplausos pela Associação Bahiana de Imprensa (ABI).

A moção, aprovada em reunião ordinária da diretoria, foi proposta pelo jornalista e presidente da entidade, Ernesto Marques. Na justificativa da homenagem ele ressaltou a importância da atuação do Sinjorba, realizada em parceria com a ABI, na reivindicação de vacinação aos profissionais de imprensa.

A vice-presidente do Sindicato, Fernanda Gama, comentou a relevância da homenagem e a continuidade da luta para ampliar a vacinação aos profissionais com menos de 40 anos. “O Sinjorba foi um instrumento da luta coletiva dos jornalistas e radialistas baianos pelo direito legal e legítimo à imunização prioritária. Foi uma batalha justa, travada contra adversários poderosos, que usaram armas não convencionais para impor sua oposição à vacinação da categoria”, lembrou.

Para ela, “o reconhecimento de organizações respeitadas como a ABI-Bahia ao trabalho do Sindicato, neste episódio, nos incentiva a continuar lutando para que os profissionais de imprensa com menos de 40 anos sejam incluídos imediatamente no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação”, finalizou Fernanda.

Leia a moção de aplauso

No momento em que a comunicação se apresenta como o 3º setor com mais desligamentos por morte no Brasil, a diretoria da Associação Bahiana de Imprensa (ABI) oferece uma moção de louvor e aplausos ao Sindicato dos Jornalistas do Estado da Bahia (Sinjorba), pela iniciativa e liderança no processo que viabilizou a vacinação de milhares de profissionais de comunicação na Bahia.

Desde o início da pandemia, o Sinjorba, alinhado com a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), solicita ao Ministério da Saúde, ao Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e ao Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) a inclusão da categoria dos jornalistas no grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização (PNI).

A entidade empreendeu campanha, sempre ressaltando o elevado número de trabalhadores da imprensa vitimados pela Covid-19, bem como a necessidade de imunização da categoria, incluída em decretos que estabelecem os serviços de Comunicação como essenciais e exposta à contaminação e morte, justamente no exercício de seu trabalho.

Com o apoio da ABI, onde a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) estabeleceu ponto de vacinação na capital baiana, o Sindicato articulou a imunização junto ao governo estadual e prefeituras em todas as regiões da Bahia. Cinco mil profissionais de comunicação vacinados significa mais segurança para que a categoria possa continuar levando à população informação e orientação qualificadas. O esforço coletivo liderado pelo Sinjorba, na pessoa do seu presidente, o jornalista Moacy Neves, contribuiu para salvar vidas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *